William Mendonça
POESIA, PROSA, MÚSICA E TEATRO
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Meu Diário
27/08/2010 20h30
UM POUCO SOBRE O SITE
No blog do site www.williammendonca.com eu, normalmente, costumo publicar as colunas que escrevo em jornais como O VERBO, REAÇÃO, O ALERTA e O GRITO, das cidades de Itaboraí e Tanguá. É neles que exerço, nos últimos anos, a profissão de jornalista.
Mas deixo aqui no blog, também, alguns comentários rápidos sobre temas que me afetam. Às vezes é a estréia de uma peça que escrevi, o lançamento de um livro ou e-book, a chegada de uma música nova ao site, enfim, o blog vira uma espécie de "eu falando sobre mim", o que nem sempre é muito interessante para a maioria das pessoas.
A produção artística propriamente dita fica sempre nas seções do site, sobre TEXTOS, ÁUDIO e E-BOOKS. Basta acessar e navegar pelos diversos gêneros que estão presentes: crônicas, contos, poesia, humor, canções, etc.
Vez ou outra, falo aqui no blog sobre as estatísticas do site, porque dão uma certa noção de como estão as visitas e o que os leitores mais procuram. Aproveitando a ocasião, vamos falar um pouco sobre isso.

1 - Os textos do www.williammendonca.com, já foram lidos mais de 19 mil vezes, numa média de 138 leituras por texto. É claro que há alguns muito procurados, como a crônica "Orfeu: o mito reinventado", com quase 1500 leituras e as biografias sobre Brecht, Bocage e Stanislaviski, todas com mais de mil leituras.
2 - Para os arquivos de áudio, a média de acessos é maior: 202 para cada canção ou peça de humor. A música "Dama da Noite", de Ricardo Mann, para qual fiz a letra, já está com quase 600 acessos, sendo o sucesso da nossa playlist.
 3 - O blog do site tem uma média de 203 acessos para cada post e os e-books, disponíveis para download gratuito, têm média de 102 acessos.
4 - Outro dado interessante é que, até 27 de agosto, o site teve uma média de 692 acessos em 2010, mesmo ficando boa parte do ano fora do ar. Aos poucos, o trabalho vai se consolidando e espero que você, visitante antigo ou que está chegando aqui pela primeira vez, goste do que leu e deixe o seu comentário.

Um grande abraço a todos!

Publicado por William Mendonça em 27/08/2010 às 20h30
 
03/08/2010 16h00
DE VOLTA
Caros amigos,

O site www.williammendonca.com está de volta, depois de alguns meses, em que várias dificuldades operacionais nos deixaram fora do ar. Agradeço a todos os que perguntaram pelo site, que incentivaram o retorno e aqueles que, simplesmente, sentiram falta daquilo que escrevo e publico neste espaço há quase quatro anos.
Nesta semana, recomeço a publicação de textos.

Estamos juntos de novo.

Um grande abraço a todos!

Publicado por William Mendonça em 03/08/2010 às 16h00
 
13/11/2009 12h00
LANÇAMENTO DO JORNAL O VERBO
No dia 12 de novembro, depois de seis anos desde o seu último número, voltou a circular o jornal O VERBO, marcando definitivamente minha volta ao jornalismo. Inicialmente, será um veículo quinzenal, mas em 2010 é projeto torná-lo semanal, circulando em Tanguá e Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio.
É um momento especial, pois a capa deste, que é o número 3, faz referência ao lançamento do livro de fotografias "Instantâneos do Passado", projeto do qual participei escrevendo textos e realizando entrevistas com os três fotógrafos, Marlus Suhet, Ronaldo Soares e Márcio Soares. O jornal traz a coluna "Tira-gosto", de Marcelo Quaresma, matérias sobre Tanguá e Itaboraí e a coluna "Salada Cultural", assinada por mim, que você pode ler no post abaixo.

Caso queira receber uma cópia em PDF de O VERBO, solicite no formulário de contato aqui do site.

Publicado por William Mendonça em 13/11/2009 às 12h00
 
12/11/2009 17h00
SALADA CULTURAL 12/11/2009
SALADA
Como já tive a oportunidade de anunciar no jornal REAÇÃO, será inaugurada neste mês a locadora, lanchonete e lan house SALADA CULTURAL – um local onde eu e minha família vamos unir algumas paixões comuns, como filmes, música, literatura, comida e Internet. A idéia é que a SALADA CULTURAL, ao longo do tempo, se transforme em um pequeno centro cultural no bairro de Duques, em Tanguá, onde, de fato, as opções são poucas. Além da vídeo-locadora e do acesso à Internet, vamos disponibilizar grande parte do nosso acervo de 3 mil livros (10% deles para crianças), para pesquisa ou simplesmente para diversão. Por conta disso, a coluna cultural de O VERBO, jornal que criei e estou reativando a partir desta edição, assume o mesmo nome e pretende manter o mesmo conteúdo eclético.

DINHO OURO PRETO

Uma das pessoas mais legais do rock brasileiro é, sem dúvida, o cantor Dinho Ouro Preto (foto), do Capital Inicial. Por isso, causou ainda mais espanto o grave acidente que ele sofreu durante show da banda na cidade de Patos de Minas. Dinho caiu de costas do palco, numa altura de três metros, batendo com a cabeça. As fotos que circularam na Internet, mostrando o cantor todo ensangüentado, e a falta de maiores informações, fizeram muita gente crer que Dinho iria engrossar a já extensa lista de tragédias do rock nacional mas, aparentemente, apesar na gravidade e de ainda estar recebendo tratamento intensivo, ele vai escapar dessa.

LÉVI-STRAUSS

O antropólogo Claude Lévi-Strauss, que faleceu no início do mês aos 100 anos, tinha uma grande relação com o Brasil, que foi o local de suas mais importantes pesquisas e expedições. Recentemente, foram descobertas correspondências entre ele e a antropóloga Heloísa Alberto Torres, da década de 30, quando ela era diretora do Museu Nacional. Sua morte foi manchete em vários dos principais jornais do mundo, primeira página do Le Figaro e do Le Monde (maiores jornais franceses) e um extenso obituário no New York Times. Pena que o Consulado Francês no Rio, poucos dias antes do falecimento de Claude Lévi-Straus, não via “tanta importância nem motivo para tantas homenagens” para esse homem de cultura.

PATRIMÔNIO IMATERIAL
O Departamento de Patrimônio Imaterial e Difusão Cultural, ligado à Casa de Cultura de Itaboraí, faz um trabalho importante de resgate e valorização de todas as manifestações ou, como preferem os técnicos hoje em dia, referências culturais – a dança, o teatro, a folia de reis, a capoeira, as quadrilhas de festa junina, e muitas outras. O Departamento tem participação importante em eventos como o que vai marcar o Dia do Samba, em 2 de dezembro, no qual serão premiados diversos nomes de destaque no samba itaboraiense. Dirigido por Allan Motta, professor de dança que está mostrando empenho e eficiência em sua primeira experiência na administração pública, o Departamento coloca no ar no início de novembro o blog da Casa de Cultura (casadeculturaheloisaalberto torres.blogspot.com) e leva a Casa ao Orkut e ao Twitter. Além disso, está cadastrando os artistas da cidade, para obter um quadro atual da produção cultural na cidade. Allan Motta pede que se você, leitor desta coluna, trabalha com alguma atividade artística, cultural ou folclórica em Itaboraí, procure o Departamento de Patrimônio Imaterial, na Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres, que funciona diariamente das 9 às 17 horas.

INCONSCIÊNCIA

A Ampla “empurrou” para Itaboraí um projeto que seria realizado em Búzios, mas que foi cancelado por lá. Como eram atrações interessantes do ponto de vista cultural, o projeto “Consciência Ampla” seria até interessante para a cidade, não fosse a forma atabalhoada como foi realizada. Primeiro, a Ampla impôs certos locais, como a realização de palestras no Teatro Municipal e não na Casa de Cultura. Segundo, a escolha de datas foi péssima, realizando um evento de grande porte no meio dos feriados do Dia do Servidor Público e do Dia de Finados. Terceiro, pela má divulgação entre quem teria maior interesse em participar, como professores e pesquisadores, estudantes e gente ligada em cultura. Roberto da Matta, Marina Colassanti e Ferreira Gullar – intelectuais de renome nacional – falaram para meia dúzia de gatos pingados. Até os shows tiveram menos público do que a tradição de grandes eventos que Itaboraí formou nos últimos anos. É a velha história: o que começa mal, geralmente, não acaba bem.

DESTAQUES:

PEDRA BONITA
Tanguá tem um novo espaço para shows, o Restaurante Pedra Bonita, que fica no posto de gasolina do mesmo nome, em frente ao viaduto no Centro da cidade. É um espaço bem transado, com atendimento de qualidade e preços que não assustam ninguém, por onde já passaram artistas como Sheila Sá e banda Quatro Estações e a dupla Gilson e Marizete.

SKATE ROCK
Dois eventos que já viraram tradição em Itaboraí, pela grande mobilização dos jovens, estão confirmadíssimos: o Skate Rock, que terá sua 18ª edição em novembro, e o Dia de Luta Contra a Aids, que, como sempre, vai rolar em 1º de dezembro. Vale destacar o pioneirismo dessas iniciativas, que surgiram no início da década de 90 pelo empenho de Sérgio Espírito Santo e amigos, numa época em que os skatistas eram de certa forma marginalizados e em que falar sobre Aids ainda era um tabu na cidade.

INSTANTÂNEOS

O lançamento do livro "Instantâneos do Passado" será dia 12 de novembro, quinta-feira, a partir das 19 horas, com apresentação da Orquestra de Cordas da Grota, na Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres, em Itaboraí. Entrada franca.

(Coluna publicada no jornal O VERBO, de Tanguá / Itaboraí, em 12 de novembro de 2009)

Publicado por William Mendonça em 12/11/2009 às 17h00
 
05/11/2009 14h01
UM LIVRO PARA A HISTÓRIA
Itaboraí lança livro “Instantâneos do Passado”
e resgata seu patrimônio histórico e arquitetônico

 
   A Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres, em Itaboraí, vai receber dois grandes presentes na Semana da Cultura. No dia 12 de novembro, acontecerá o lançamento do livro “Instantâneos do Passado”, que resgata o patrimônio histórico e arquitetônico da cidade, através do acervo fotográfico que fez parte de exposição com o mesmo nome, realizada em 1992. No mesmo dia, será inaugurado o novo jardim da Casa de Cultura, trabalho realizado pela Fundação Jardim Botânico do Rio, através de uma parceria com o Ministério do Meio Ambiente.
   O livro “Instantâneos do Passado” reúne as fotos de Marlus Suhet, Ronaldo Soares e Márcio Soares, que integraram uma exposição que marcou época na cidade, realizada em 1992. Na ocasião, os jovens fotógrafos percorreram locais importantes para a história da cidade, muitos deles mal conservados e até mesmo abandonados, para fazer um registro quase poético daquele momento. Havia o medo de que muita coisa fosse irremediavelmente perdida em pouco tempo, o que transformou o trabalho em um importante documento histórico para Itaboraí.
   Produzido por Sérgio Espírito Santo, atual gestor da Cultura no município, com o design gráfico da elogiada profissional Fernanda Villa-Lobos e textos do jornalista William Mendonça, o livro surge no momento em que Itaboraí volta ao noticiário do Rio por receber o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), que vai gerar mais de 200 mil empregos e está em fase de implantação. “O trabalho acabou adquirindo uma relevância maior por ter sido pioneiro e por registrar prédios do período colonial e ruínas de quatro séculos, como a do Convento de São Boaventura”, relembra Marlus Suhet, que foi o idealizador da exposição original.
   O novo jardim da Casa de Cultura é o resultado de uma solicitação de Sérgio Espírito Santo ao ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, que visitou o município na Semana do Meio Ambiente, em junho. Foram plantadas dezenas de mudas, doadas pelo Laboratório Social da Fundação Jardim Botânico, e feita poda das várias árvores do local. O projeto buscou aproveitar ao máximo o que já existia, como bancos e até restos de um portal antigo que estavam largados em um canto do jardim, por se tratar de um prédio histórico. “O principal cuidado nesta revitalização foi o de preservar a disposição original dos canteiros e dar destaque a flores, para realçar a beleza do local”, explica o coordenador técnico do projeto, Ney Alves Ferreira.
   O evento ainda terá a presença da Orquestra de Corda da Grota, de Niterói, em apresentação que acontece às 18 horas. A entrada é franca. Maiores informações na Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres, tel.: 3639-2022.

(Os leitores mais atentos devem ter percebido que participei do projeto do livro e também sou o autor deste press-release)
 

Publicado por William Mendonça em 05/11/2009 às 14h01



Página 9 de 19 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]