William Mendonça
POESIA, PROSA, MÚSICA E TEATRO
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Meu Diário
24/03/2014 20h31
"HISTÓRIA DE POETAS" NA IMPRENSA

A série de perfis biográficos "Histórias de Poetas", de William Mendonça, que surgiu para ser publicada na imprensa - na época, no jornal A VOZ DE MARAMBAIA - voltou a ser publicada em novembro passado, em outro jornal: o JORNAL ITABORAÍ. Hoje, completou-se a publicação de todos os perfis que estão disponíveis para leitura gratuita aqui, no site no autor, e, a partir da próxima segunda-feira, novos perfis, ainda inéditos (que fazem parte de um livro de mesmo nome) serão publicados.

A publicação se dará, simultaneamente, no jornal, em sua edição on line, que pode ser acessada em www.jornalitaborai.com.br, e no site. A série, apenas no site www.williammendonca.com tem cerca de 8 mil leituras, mas está publicada, também, na página do autor em O Melhor da Web.

As páginas das edições em que os perfis foram publicados estão disponíveis na área de fotos do site, pelo link abaixo:

http://williammendonca.com/album.php?ida=14510


Publicado por William Mendonça em 24/03/2014 às 20h31
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
06/02/2014 09h55
VERDI

Fiquei imaginando o que seria estar em um lugar onde, de repente, cantores de ópera começam a entoar uma ária de Verdi. Deve arrepiar. Tão poderoso, mas tão coloquial, tão popular, que a gente até esquece que ópera, hoje, é considerada música erudita. Ópera é espetáculo, como os musicais da Broadway ou o carnaval do Rio.


Publicado por William Mendonça em 06/02/2014 às 09h55
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
01/01/2014 12h00
ESTATÍSTICA GERAL DO SITE – JULHO A DEZEMBRO DE 2013

O final de 2013 teve a boa notícia, para o site www.williammendonca.com, de um aumento até certo ponto inesperado nos acessos, especialmente em dezembro, com 5.329 acessos, voltando a uma das melhores médias nos mais de seis anos de funcionamento. Esperamos que, em 2014, um período mais propício para atividades de comunicação e da escrita, o site se mantenha nesse crescimento. Seguimos aqui nossa tradição de manter a publicação periódica das estatísticas de acesso.  A fonte dos dados é o provedor do site www.williammendonca.com, o Recanto das Letras. Na média, os seis últimos meses de 2013 tiveram mais de 3.300 acessos por mês.

 

NÚMEROS DE 01/07 A 31/12 DE 2013:

19.801 acessos - média de 3.300 / mês

5.694 visitas - média de 949 / mês

 

NÚMEROS GERAIS:

284.386 acessos até 31/12/2013

81.595 visitas até 31/12/2013

 

E-BOOKS:

4.218 DOWNLOADS

Média: 383 por livro

Destaques: os livros Viajante Noturno,  O Cangaceiro na Internet e Realidade Nua e Crua continuam os mais baixados, com mais de 500 downloads cada um. O Cangaceiro na Internet, aliás, chegou a 574 downloads, se consolidando com o livro mais baixado no site.

 

TEXTOS:

42.053 LEITURAS

Média: 152 por texto

Destaques: neste semestre, passamos a marca das 40 mil leituras de textos do site. O perfil biográfico de Beltold Brecht continua sendo o texto mais lido do site, chegando a mais de 3.600 leituras. Em segundo lugar, a biografia do poeta português Bocage, com mais de 2.200 leituras. As séries de biografias do site têm dez textos entre os 20 mais lidos, com destaque  recente para os textos sobre Peter Brook e Erwin Piscator, dois grandes nomes do teatro, que entraram na lista dos 20 mais.

 

BLOG:

15.394 LEITURAS

Média: 176 leituras por post

Destaques: os dois posts com os índices das séries biográficas, Gente de Teatro e Histórias de Poetas, que receberam grande número de visitas nos últimos seis meses. Algumas outras postagens do blog já passaram de 400 acessos, no entanto, o período não foi de muita atividade no blog, mesmo com o início da postagem de vídeos.

 

ÁUDIOS:

3.445 AUDIÇÕES

Média: 215 audições por arquivo

Destaque: a música Dama da Noite, a primeira a ser disponibilizada no site, que é a mais ouvida há seis anos,com 725 audições. Em segundo lugar está o humorístico Peter Gun, da Rádio Nojenta & Oito, e em terceiro, o Samba do Corrupto.

 

ESCLARECIMENTOS DO PROVEDOR DO SITE:

Acessos: um acesso acontece toda vez que um visitante acessa uma página do seu site. Em uma mesma visita, o visitante pode acessar diversas páginas.

Visitas: uma visita acontece toda vez que um visitante entra no seu site, não importando quantas páginas ele acesse. Um mesmo visitante pode realizar diversas visitas em horários diferentes.


Publicado por William Mendonça em 01/01/2014 às 12h00
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
12/10/2013 11h39
SIN DOLOR NO TE HACES FELIZ

Uma das melhores gravações dos Acústicos MTV, com o grupo chileno La Ley e a cantora mexicana Ely Guerra. Bom, e a letra é ótima.

El Duelo
La Ley

Con una lagrima de fe sobre tu piel
olvide la grieta que dejo tu amor
pero ese instinto taurino de tu ser
me obligo a azotarte tiernamente

Sin dolor no te haces feliz
sin dolor no te haces feliz
sin amor...
no sufres mas

Toda esa noche provocaste ver en mi
lo que a nadie muestro en la intimidad
pero ese tipo de mirada que hay en ti
me obligo a matarte lentamente

Sin dolor no te haces feliz
sin dolor no te haces feliz
sin amor... lentamente

Sin dolor no te haces feliz
sin dolor no te haces feliz
sin amor
no sufres mas


Publicado por William Mendonça em 12/10/2013 às 11h39
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
02/10/2013 16h33
BACK TO THE 80´S

Volto para os anos 80 de vez em quando para recuperar a energia e botar as ideias no lugar. Pode parecer incrível, mas é na minha adolescência que encontro imagens de segurança e arte, ao mesmo tempo: eu pude ser artista, aprender música, escrever poesia, fazer o que me fazia feliz, com a segurança de uma mãe que me deu toda a proteção possível. Tem muita gente que passou a adolescência em crise, em meio aos traumas e desencontros. A minha foi de música e poesia. Teve lá os seus problemas, porque perfeição só no céu, mas foi uma preparação plena para a minha vida de adulto - na qual construí uma família, com a mulher que amo e os filhos que criamos. Infelizmente, minha mãe não está mais aqui, mas essa música me lembra aquele tempo.

EVERYBODY WANTS TO RULE THE WORLD

Everybody Wants To Rule The World
Tears For Fears

Welcome to your life
There's no turning back
Even while we sleep
We will find you
Acting on your best behaviour
Turn your back on mother nature

Everybody wants to rule the world

It's my own design
It's my own remorse
Help me to decide
Help me make the most of
Freedom and of pleasure
Nothing ever lasts forever

Everybody wants to rule the world

There's a room where the light won't find you
Holding hands while the walls come tumbling down
When they do I'll be right behind you

So glad we've almost made it
So sad they had to fade it

Everybody wants to rule the world

I can't stand this indecision
Married with a lack of vision

Everybody wants to rule the world

Say that you'll never, never, never, never need it
One headline, why believe it?

Everybody wants to rule the world

All for freedom and for pleasure
Nothing ever lasts forever

Everybody wants to rule the world


Publicado por William Mendonça em 02/10/2013 às 16h33
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 2 de 19 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]